Tate no Yuusha no Nariagari

    Yo people! Tudo bem com vocês?

    Sejam bem vindos à mais um Review, hoje sobre um Anime que está fazendo grande sucesso pelo mundo, mas que também fez muitos fãs da obra passarem momentos de raiva. Tate no Yuusha no Nariagari — A Ascensão do Herói do Escuro.

    Tate no Yuusha começou no final de Outubro de 2012 como uma Web Novel escrita por Aneko Yusagi e ilustrada por Minami Seira, publicada no Site Shōsetsuka ni Narō — Vamos nos tornar novelistas — contendo 20 Volumes.

    Em seguida a obra recebeu versões adaptadas para Light Novel feita pela mesma dupla e publicada em 2013 pela editora MediaFactory. A versão Mangá surgiu em 2014 sendo escrita pela dupla, porém dessa vez ilustrada por Aya Kyu.

    E então chegamos a versão adaptada para Anime pelo Kinema Citrus — que também produziu Black Bullet, Made in Abyss e .Hack — em 2019, tendo Keigo Koyonagi como Roteirista e Takao Abo como Diretor.

    Tate no Yuusha se trata de um Isekai, contando a história na visão de Naofumi Iwatani, um Otaku que vive em Tokyo que deseja leva uma vida normal como estudante. Contudo sua realidade passa a ser outra quando abre um Livro Fictício em uma Biblioteca e automaticamente é invocado para um mundo de fantasia, onde é nomeado como Herói do Escudo entre mais outros 3 Heróis que também haviam sido invocados.
    A princípio, o Naofumi estava vivendo um sonho que até então só encontrava nos Games Online que costumava jogar. Sendo reconhecido como um dos Heróis que salvariam o Mundo de terríveis Hordas Infernais, e recebendo recompensas em troca dos serviços prestados à todo o Reino. O que mais um Otaku poderia pedir?Sei lá... Uma heroína?
    Entretanto, após uma ótima noite de sono, Naofumi acorda com todos seus pertences e dinheiro roubados, sendo acusado por crimes. Vítima de uma forte traição, decide se exilar do Reino e lutar por conta própria para evoluir e sair daquele Mundo.


    Por se tratar de um isekai, Tate no Yuusha possui uma ambientação inspirado na Era Medieval. Apresentando diferentes Reinos, — Visto como países — grandes montanhas, e algumas planícies. Todos os cenários são bem trabalhados, assim como os Efeitos Especiais.


    Nada mais justo, um Anime com poderes e Magia precisa no mínimo de Efeitos Especiais bem trabalhados.

    Apesar do enredo ser algo original, o Anime tem sim seus clichêzinhos. Com exceção dos Chefes de cada Onda, os inimigos são criaturas genéricas, nada de inovador.

    Outro ponto que pode chamar muito atenção de Gamers em Tate no Yuusha foi o modo de como os elementos de RPG foram abordados. Tudo é visualmente representado muito bem, principalmente a Árvore de Talentos do Herói. Também há uma peculiaridade que achei muito criativa por parte da autora em como Naofumi adquire novos poderes e combinações.

    As animações se destacam bastante nos momentos de luta, apesar de Naofumi ser um pouco limitado em não poder usar armas por causa do escudo. Porém mais adiante os integrantes do seu grupo se tornam sua linha de frente.



    Por se tratar de um Anime com elementos de RPG, no decorrer da história encontraremos bastante diversificação nos tipos de escudo que Naofumi usará. Obviamente os outros tipos de escudos usados serão desbloqueados por um método que você descobrirá assistindo o Anime. 😜

    P.S: Quem gosta de um personagem que "se perde" usando um poder oculto também vai curtir Tate no Yuusha.

     Falando sobre os personagens, ódio é a palavra chave que define os sentimentos de quem assiste esse Anime. Ok, eu exagerei um pouco, — ou talvez não — mas existirão cenas que serão para nos provocar. Desenvolver carisma? Pra quê né? Então prepare-se para odiar 99% do elenco.

Brincadeira, deve ser no máximo uns 98%

    Ok, agora falando sério. Gostei muito da evolução entre os personagens que passam a acompanhar Naofumi em sua jornada. Mas algo que me trouxe um pouco de desgosto, apesar do Anime não trabalhar com Fanservice, a tentativa de sexualização forçada envolvendo Lolis que aconteceu em uma cena rápido, mas é algo que geralmente me incomoda. Mesmo isso sendo comum lá no Japão.

    Mas quem não se importa com personagens meio humano e meio animal — demi-humanos — vai gostar muito da primeira companheira do grupo de Naofumi. Inclusive vai começar a teorizar Shipp entre ela e Naofumi.

Eu mesmo teorizei cara... ;-;

    Agora falando um pouco sobre a trilha sonora, honestamente, sou apaixonado pela Opening do Anime, "Rise" feita pelo grupo MADKID — Uma Boy Band Japonesa. Recomendo assistir, essa música é muito boa!

    É sério!



    Se você gosta de um personagem que desenvolve um lado frio e vingativo, mas no fundo ainda tem um bom coração, além do gênero Isekai com elementos RPG e também batalhas envolvendo tensão, Tate no Yuusha no Nariagari é o novo anime que você precisa assistir!

    Digo isso porque o produtor responsável comentou sobre haver possibilidades de produzir uma segunda temporada do Anime. 😄

    Bem, eu vou ficando por aqui MAS antes de ir, a AniPlease gostaria de saber se você recomendaria nosso Blog para seus amigos. Se sim, por favor, deixe um feedback em nossa página, Clicando Aqui! É rápido! 😄

    E não se esqueça de nos acompanhar pelas Redes Sociais para nunca perder uma novidade!
Muito obrigado e Grande Abraço!


「 Luke: Escritor e Fundador do AniPlease!, Filmmaker, Estudante de Marketing, Otaku e Viciado em Café 」
 
AniPlease! é um site feito para fãs da Cultura POP Oriental com o propósito de trazer informações de forma completa, inteligente e divertida para todos.